Notícia

Danoninho para Levar
Qualy Multi Grãos
Jasmine Pão Sem Glúten
Sadia Empanados e Pratos Prontos
L'Oréal Kerástase
Vigor Grego Pedaços
Bolsa 1.000L Easy Flow
Johnson & Johnson Listerine
    cases

    Plástico em destaque

    Conheça outros projetos que se destacaram no Prêmio Grandes Cases de Embalagem:

    Danoninho Para Levar: Uso de doypack com formato diferenciado para acondicionar o petit suisse da Danone. Graças ao filme multicamadas usado na estrutura do pouch, o produto permanece íntegro por até cinco horas fora da geladeira, viabilizando o envio pelas lancheiras das crianças.


    Qualy Multi Grãos: A aposta da BRF no maior apelo visual dessa versão de sua margarina com o uso de In-Mold Label foi uma demonstração de ousadia. Num mercado em que imperam margens espremidas, sofisticar embalagens sempre é uma decisão difícil. O resultado obtido pela marca demonstra, contudo, que foi um movimento acertado.


    Pão Sem Glúten: Aumentar o shelf life desse pão foi o que motivou a Jasmine a adotar uma embalagem de fundo e tampa, com atmosfera modificada. Esse desenvolvimento, além de reduzir o encalhe nas prateleiras, ajuda a empresa a ampliar sua distribuição para regiões mais distantes.


    Empanados e Pratos Prontos: A adoção de embalagens flexíveis para as linhas de congelado da Sadia demonstra que um dos principais movimentos para melhorar o impacto ambiental das empresas é o esforço pela redução no consumo de materiais. As mesmas quantidades de produto passaram a ser transportadas com volume muito menor de embalagem. Na logística, os ganhos também foram relevantes. Houve otimização nos processos de paletização e de distribuição, feita em ambiente refrigerado. Com isso, houve também melhor aproveitamento energético.


    Kérastase: Essa linha de shampoos e condicionadores da L'Oréal se destacou pelo redesenho de sua tampa, que a tornou plana e mais leve que a utilizada anteriormente. Além de consumir menos material, a nova tampa permite empilhamento mais eficiente, gerando ganhos no processo de distribuição e armazenagem.


    Vigor Grego Pedaços: O desafio desse projeto foi desenvolver um novo produto utilizando a estrutura fabril disponível, de forma a reduzir a ociosidade de uma máquina. No lançamento desse novo iogurte, a Vigor conseguiu utilizar o mesmo modelo de caixa de embarque usado em outro item, aumentando a quantidade comprada e, com isso, reduzindo o custo.


    Bolsa 1.000L Easy Flow: A substituição de um sistema de embalagem importado por uma solução nacional passou pelo desenvolvimento de uma bolsa flexível feita com três camadas de polietileno de baixa densidade, dotada de dois bocais, inserida num tambor de papelão ondulado. A nova embalagem é 60% mais barata que a alternativa importada, e gera 45% menos resíduos.


    Listerine: A unificação dos formatos de tampa para as duas diferentes versões de embalagem do enxaguatório bucal da Johnson & Johnson foi um processo de racionalização que, além de simplificar a gestão de estoques, criou escala que permitiu que o item fosse nacionalizado, diminuindo custos. De quebra, com o novo desenho do gargalo foi possível reduzir o peso do frasco, gerando ainda mais economia.

    Compartilhe
    10 votos
    TAGS: Prêmio Grandes Cases de Embalagem, inovação, premiação, Danoninho para Levar, Qualy Multi Grãos, Jasmine Pão Sem Glúten, Sadia Empanados e Pratos Prontos, Kérastase, Vigor Grego Pedaços, Bolsa 1.000L Easy Flow, Listerine

    Não encontrou o que procura?

    Escreva abaixo os assuntos sobre embalagens que você gostaria de ver por aqui.

    Isso também pode te interessar