Notícia

Tomates ensacados com não-tecido
Proteção contra pragas
Sacos de não-tecido de polipropileno
    ensacado

    Controle de pragas

    Produtores de tomate contam agora com uma nova alternativa para o controle da broca-pequena e da traça-do-tomateiro, pragas que afetam os frutos do tomateiro durante seu crescimento. 

    Os tomates são protegidos por sacos de não-tecido (TNT) AGROTEX, produzidos pela TNTEX Indústria e Comércio, evitando o contato com as pragas. O não-tecido utilizado na fabricação dos sacos, é produzido com polipropileno, matéria-prima da Braskem, que tem como característica essencial para a aplicação, a baixa absorção e retenção de água.

    O ensacamento de frutos é uma conhecida técnica de manejo sustentável das árvores frutíferas, mas a aplicação no tomateiro é novidade. Para ser possível, a TNTEX e Fitesa, líder na indústria de não-tecidos, desenvolveram um produto totalmente adequado às necessidades das plantas de tomateiro, com gramatura diferenciada, resistência a intempéries e proteção solar e, ao mesmo tempo, permeável a oxigênio e água.

    Estudamos cada cultura para criar uma solução totalmente adequada. O nosso saco também tem como diferencial o fechamento com elástico, que dá facilidade e rapidez de instalação e melhor qualidade de aplicação. Até então não existia controle eficaz das pragas do tomate. Nosso produto tem 100% de eficácia", afirma Mario Mezzedimi, diretor da TNTEX.

    "A cultura do tomate é muito importante no país, ocupa quase 60 mil hectares, portanto essa tecnologia sustentável vai beneficiar muitos agricultores e também consumidores", diz Andre Prezenszky, engenheiro de Aplicação e Desenvolvimento de Mercado de PP.

    Pesquisa realizada durante dois anos pela Universidade Federal do Ceará (UFC) em lavouras de tomateiros na zona rural de Ubajara (CE) confirmou a eficácia do ensacamento dos frutos do tomateiro no combate às pragas que atacam diretamente os frutos. Os sacos de não-tecido devem ser colocados no momento da floração para que o cacho cresça dentro dele. No estudo, foi observada uma redução de custo de 40,7% na comparação com o controle químico.

    "Com essa técnica, há uma redução da perda de frutos danificados pelo ataque das pragas. Se forem considerados apenas os inseticidas para controle de insetos que atacam os frutos, a redução é de 95 a 100%", afirma o professor Patrik Luiz Pastori, da UFC.

     

    Compartilhe
    2 votos
    TAGS: Alimentos, Tomates, Hortifruti, Não-tecido, Polipropileno, Segurança, Parceria, TNTEX, AGROTEX

    Não encontrou o que procura?

    Escreva abaixo os assuntos sobre embalagens que você gostaria de ver por aqui.

    Isso também pode te interessar