Notícia

Parcerias vencedoras
O Boticário - embalagens Cuide-se Bem
Nestlé - embalagens de sorvetes
Qualitá - embalagens Tira Manchas em Pó
    parceria

    Apoio reconhecido

    Inovação e plástico são palavras que combinam quando o assunto é embalagem. Não à toa, muitos dos projetos ganhadores da 11ª edição do Prêmio Grandes Cases de Embalagem, relevante premiação do setor realizada no dia 17 de outubro, no Centro Universitário Senac - Campus Santo Amaro, tinham o plástico como elemento de diferenciação.

    Procuramos avaliar os projetos inscritos usando a metodologia de estudo de caso, para promover as embalagens que trouxeram resultados positivos para os brand owners que as desenvolveram, gerando benefícios econômicos, para o consumidor final ou para a sociedade como um todo", diz Marcos Palhares, um dos organizadores da premiação, que é promovida pela revista EmbalagemMarca.

    "A ideia é evidenciar a participação de todas as empresas envolvidas no processo, como forma de ajudar a promover a integração da cadeia produtiva", continua. "Por isso, premiamos a empresa dona da marca, que é quem, em última instância, apostou no desenvolvimento da embalagem em questão, e reconhecemos o mérito de todos os fornecedores mencionados na ficha, entregando a todos um troféu de igual importância."

    A Braskem, maior petroquímica das Américas, foi mencionada em três dos 31 projetos premiados: Tira Manchas em Pó Qualitá, do GPA, Linha Cuide-se Bem, do Grupo Boticário, e Sorvetes Nestlé, da Froneri Brasil. Veja a seguir um breve descritivo desses cases de sucesso.


    Tira Manchas em Pó Qualitá

    Feitos com resina pós-consumo, os potes do Tira Manchas em Pó Qualitá fazem parte do Programa Novo de Novo, do GPA, que reaproveita resíduos recicláveis deixados pelos consumidores nas estações de coleta das lojas Extra e Pão de Açúcar para acondicionar produtos de marcas exclusivas da rede varejista.

    O material coletado, após a triagem, é encaminhado a uma empresa recicladora, parceira do programa, que processa e transforma a matéria prima em resina 70% reciclada e 30% virgem, utilizada para fabricar as embalagens do Tira Manchas em Pó Qualitá.

    De março de 2017, quando essa embalagem foi lançada, a agosto, quando as inscrições para o Prêmio Grandes Cases de Embalagem se encarraram, essa iniciativa resultou na conversão de mais de sete toneladas do material em matéria-prima destinada à nova especificação dos potes do produto de limpeza.

    Leia mais sobre esse projeto aqui .


    Linha Cuide-se Bem

    O projeto de reposicionamento da marca Cuide-se Bem, de O Boticário, tinha como uma de suas premissas a redução do impacto ambiental das embalagens, sem que houvesse comprometimento do seu desempenho técnico.

    Para tanto, todos os frascos e bisnagas de polietileno da linha passaram a ser feitos com a resina I'm greenTM, da Braskem, produzida a partir do etanol de cana de açúcar, matéria-prima de fonte renovável. Além disso, com o novo design dos frascos houve redução de 10% no peso da embalagem.

    Houve também ganhos no processo produtivo, com a simplificação da estrutura. Em vez da camada soft touch existente na versão anterior, a empresa optou por uma texturização fina do molde. Essa ação possibilitou a reutilização total das aparas do processo, e ainda permitiu a redução da camada de adesivo dos rótulos. Desde que as novas embalagens foram lançadas, Cuide-se Bem apresentou um crescimento médio no volume de vendas de 5,4% por mês.


    Sorvetes Nestlé

    Seguindo uma tendência recente no mercado de sobremesas, a nova linha de sorvetes Nestlé em potes individuais traz, incorporada à tampa, uma pá para facilitar o consumo. O envio em separado do utensílio para os pontos de venda representa um grande problema para os fabricantes, pois é preciso assegurar que cada consumidor receba uma colher, em boas condições de higiene, no momento do consumo.

    Contudo, como não é possível assegurar que uma única pazinha será entregue por vez, normalmente são enviadas colheres adicionais, para evitar que a falta do item gere frustração no consumidor. Essa redundância traduz-se em custos adicionais.

    A Froneri Brasil, fabricante dos produtos, decidiu incorporar a colher à embalagem. A solução veio na forma de tampas que conciliam as tecnologias de injeção de parede fina e ciclo rápido de produção, com formação da pá e da tampa no mesmo ciclo, sem a necessidade de novos moldes, processos de transformação ou montagem adicional. Incorporada à própria peça, a pazinha corresponde a 27% do peso total da tampa, material que seria gasto a mais se ambas fossem injetadas separadamente.

    Outro destaque desse projeto é que o rótulo in-mold não adere de forma irreversível à tampa, como ocorre normalmente com esse tipo de decoração. Isso permite que o consumidor destaque a colher sem dificuldades.

    Compartilhe
    6 votos
    TAGS: prêmio, embalagem, inovação, vencedores, tira manchas, tira manchas em pó, frascos, bisnagas, sorvetes, colher

    Não encontrou o que procura?

    Escreva abaixo os assuntos sobre embalagens que você gostaria de ver por aqui.

    Isso também pode te interessar